Topo
Estância

Matadouros de Estância e Itaporanga são interditados

Ação ocorreu na manhã desta quinta-feira (14).

14/02/2019 11h57
Por: Redacao
Fonte: A8 - Com informações do MPF/SE
Nesta quinta-feira (14), uma operação realizada de forma conjunta pelo Ministério Público de Sergipe, Ministério Público Federal, Polícia Rodoviária Federal, Crea, Emdagro, Vigilância Sanitária e COE, interditou os matadouros de Estância e Itaporanga D'Ajuda.
 
Segundo o Ministério Público Estadual de Sergipe, o trabalho já resultou na interdição de quase 100% dos matadouros do Estado, por conta da operação e manutenção inadequadas. Outros três matadouros foram fechados, por intermédio de Termo de Ajustamento de Conduta – TAC, os matadouros de Frei Paulo, de Capela e Itabi.

Além disso, em reunião na sala da Coordenadoria Geral do MP, na manhã da última sexta-feira, (08), a Prefeita de Itabaiana, Maria do Carmo Mendonça Andrade, assinou Recomendação ministerial, se comprometendo a não reabrir o matadouro de Itabaiana, até a expedição correta de todas as licenças oriundas dos órgãos competentes.

Dentre as várias cláusulas do termo, o MP considerou o fato público e notório e que já vem subsidiando a interdição de praticamente todos os matadouros sergipanos. “É do conhecimento público que o matadouro vem funcionando de modo irregular, sem as devidas licenças da Adema, Emdagro e Vigilância Sanitária, ocasionando danos ambientais e colocando em risco a saúde dos consumidores de produtos de origem animal em todo o Estado de Sergipe”.

Por intermédio do documento, os Municípios ficaram responsáveis, por meio das Vigilâncias sanitárias, pela fiscalização constante dos marcados municipais, feiras livres, açougues e outros estabelecimentos que realizem o comércio de produtos de origem animal.

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias