Quarta, 03 de Março de 2021
Sergipe

Monitor da Violência: Em 2020, Sergipe é o único estado a reduzir homicídios no Nordeste

O estado também registrou o menor número de homicídios em nove anos, sendo a quarta redução consecutiva desde 2016

12/02/2021 15h05 Atualizada há 3 semanas
Por: Redação F5 Sergipe Fonte: SSP/SE
Monitor da Violência: Em 2020, Sergipe é o único estado a reduzir homicídios no Nordeste

Sergipe é o único estado com redução na incidência de homicídios na região Nordeste no ano de 2020. O dado foi atestado pelo Monitor da Violência, publicação conjunta do portal de notícias G1 e do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (USP), que reúne os levantamentos sobre os crimes contra a vida em todo o Brasil. Segundo o levantamento, no ano passado foram registrados 788 crimes violentos, sendo uma incidência de 34,28 por 100 mil habitantes. No ano anterior, foram 797 crimes. O resultado positivo é fruto do trabalho integrado entre as polícias Civil e Militar, e também junto à Coordenadoria Geral de Perícias (Cogerp).

Já segundo o levantamento feito pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), da SSP, o número de homicídios apresentou quedas desde o final de 2016. Os dados da coordenadoria demonstram que de 2011, quando ocorreram 671 casos, os números desse crime foram aumentando até 2016, quando houve 1.306 vidas perdidas em Sergipe. No ano de 2017, com o início da retração da incidência dos homicídios no estado, foram 1.121 ocorrências. 

No ano seguinte, 2018, a queda foi mantida e aconteceram 948 casos. Em 2019, foram registrados 772 crimes. Já em 2020, foram 759 vítimas. Assim, o ano passado registrou o menor número de homicídios desde 2011. A SSP continua focada na redução dos índices de criminalidade, na capital e no interior, através da atuação integrada entre as Polícias Civil, Militar e Cogerp no combate aos crimes de tráfico de drogas, roubos e demais investidas criminosas que influenciam na incidência dos homicídios em todo o país.

O comandante da Polícia Militar, coronel Marcony Cabral, destacou que, mesmo com a pandemia, o trabalho policial não parou e as ações de combate à criminalidade foram intensificadas em Sergipe. “Como todos nós acompanhamos, o ano de 2020 foi muito difícil. Quando chegou a pandemia nosso foco ficou dividido entre o combate à criminalidade e o enfrentamento à pandemia. Mas, graças a Deus, estamos chegando ao final do ano com mais um ano de redução de homicídios”, enfatizou.

O delegado-geral, Thiago Leandro, reforçou que as forças de segurança pública estão atentas às demandas da sociedade, de modo que foram feitas reorganizações na estrutura operacional da instituição para reforçar o combate à criminalidade. “Esse é o quarto ano consecutivo que Sergipe reduz os crimes de homicídios dolosos. Isso é fruto de um trabalho integrado com todas as forças de segurança do estado. Nossa Polícia Civil reestruturou o Departamento de Homicídios, ampliou as equipes policiais do DHPP, deixando cada área da Grande Aracaju sob cuidados de determinadas equipes policiais”, especificou.

O secretário da segurança pública, João Eloy de Menezes, reiterou que os dados reunidos pelo Monitor da Violência são positivos e que devem ser celebrados, mas que o trabalho continua para que a redução seja ainda mais considerável em todo o estado de Sergipe. “É o nosso quarto ano de redução. Desde 2016, quando atingimos o ápice dos crimes violentos em Sergipe, adotamos um trabalho que passa pela integração, inteligência, análise criminal estatística em bairros mais afetados, com ações operacionais consistentes nessas áreas, junto a um trabalho minucioso da perícia criminal, que vem num processo de evolução muito importante desde 2015, e também o combate ao crime organizado. Temos combatido vários tipos de crimes como o tráfico de drogas, latrocínios, roubos, furtos, crimes contra instituições financeiras que impactam no comportamento da criminalidade violenta”, pontuou.

Siga o Instagram do F5 Sergipe: 

https://www.instagram.com/f5_sergipe/ 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias