Topo
Saldo Positivo

Sergipe registra melhor saldo na geração de empregos no mês de maio

O setor de Serviços segue em destaque, tendo gerado no mês de maio 281 empregos com carteira assinada

28/06/2019 19h16
Por: Redacao
Fonte: ASN

De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, Sergipe registrou nova alta na criação de empregos, gerando 131 oportunidades de trabalho no mês de maio.  Em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior, houve uma variação de 0,05%. O setor de Serviços segue em destaque, tendo gerado no mês de maio 281 empregos com carteira assinada.

Apesar de se tratar de um índice de crescimento moderado, o economista Ricardo Lacerda avalia que o cenário de recuperação vem gradativamente se tornando otimista, apresentando uma perspectiva de saldo positivo até o final deste ano.

“Interessante destacar que o último resultado positivo registrado no mês de maio foi em 2011. De lá para cá, no auge da crise, no ano de 2015, em maio, houve um corte de 4.046 pessoas no mercado de trabalho. Portanto, apesar do aspecto sazonal, visto que no mês de abril se encerra a safra da cana e os índices caem, este ano, já são dois meses seguidos com saldo positivo”, explicou Lacerda.

Entre os setores que mais empregou em maio deste ano, o de Serviços segue liderando a lista, gerando emprego para 281 trabalhadores. De acordo com os dados do Caged, dentro desse setor, os segmentos que mais empregaram foi o de Comércio e Administração (setor financeiro, serviços técnicos, call center, condomínios), que empregou 169 pessoas. Em seguida, o segmento de Saúde, que registrou 143 empregos com carteira assinada.

Ricardo Lacerda explica que, mesmo os índices gerais do setor industrial não demonstrarem crescimento, alguns segmentos vêm se recuperando, a exemplo do de Materiais Elétricos e Comunicações, que apontou 109 empregos gerados no mês de maio.

Últimos 12 meses

Considerando os últimos 12 meses o cenário destaca o quadro de 604 empregos gerados, e dentro dessa análise, alguns setores afetados pela crise nos últimos anos, se recuperam modestamente. “Apesar de o resultado mensal ter apresentado queda, nos últimos 12 meses, o setor da Construção Civil empregou 359 trabalhadores com carteira assinada”, ressaltou o economista Ricardo Lacerda.

A alta consegue ser ainda mais relevante ao se considerar o setor de Serviços, onde foram criados no período 1.599 empregos.

Ao se analisar mês a mês, nos últimos 12 meses, é possível identificar a recuperação moderada. Em janeiro foram -63 empregos, já no mês de fevereiro foram 1.253 a menos, março a queda foi menor, mas ainda foram -52 pessoas empregadas. Porém, nos últimos dois meses, Sergipe registrou um panorama de crescimento, apontando 375 empregos no mês de abril, seguido de 604 no mês de maio.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias