Topo
EM OBSERVAÇÃO

CORONAVÍRUS: sergipana com suspeita da doença está em isolamento domiciliar

Além da paciente, os familiares e pessoas que tiveram contato com ela foram orientados a permanecer em isolamento domiciliar

27/02/2020 20h06
Por: Redacao
Fonte: Com informações do JC

Após atendimento em um hospital particular da capital, a mulher de 37 anos, que pode ser a primeira pessoa com suspeita de coronavírus no estado, recebeu alta e, a partir de agora, se encontra em isolamento domiciliar. O caso foi informado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

De acordo com a SMS, o caso está sendo acompanhado desde que a suspeita foi informada. A paciente, que retornou da Itália há uma semana, apresentou sintomas semelhantes aos da doença. Diante disso, a SMS informou que, “após a identificação dos sintomas e vinculação epidemiológica, essa paciente permaneceu em isolamento na unidade hospitalar para a coleta de exames”.

“A partir de agora, a gente passa a fazer a investigação dessa paciente, com a colheita do swab [cotonete estéril utilizado para coleta de exames] oral e do swab nasal, encaminhado ao Lacen [Laboratório Central] para que seja feita toda a varredura viral que é feita nos Lacens estaduais, e caso se identifique qual o vírus, descartamos a possibilidade do coronavírus. Caso não se identifique esse vírus, essa amostra vai para o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, para que seja feito o exame mais específico”, acrescentou a secretária municipal da Saúde, Waneska Barboza.

Ainda conforme a SMS, além da paciente, os familiares e pessoas que tiveram contato com ela foram orientados a permanecer em isolamento domiciliar. O monitoramento dessas pessoas será feito pela Secretaria durante 14 dias. “Já orientamos a família que fique no isolamento domiciliar, caso algum deles apresente sintomatologia, também será enquadrado como caso suspeito. Também já estamos fazendo toda a investigação e busca das pessoas que estiveram no voo que ela esteve presente”, ressaltou Waneska.

A SMS informou, também, que todos os procedimentos estão sendo feitos com cautela e que, “por se tratar de um vírus novo, causa certo pânico, mas o essencial é que a população redobre ainda mais os cuidados para evitar a transmissão não apenas do coronavírus, mas de outros vírus, a exemplo do Influenza, também comum nesse período”.

|Com informações da Assessoria de Comunicação

Ele1 - Criar site de notícias