Sábado, 19 de Setembro de 2020
Polícia Rota desativada

Operação conjunta entre Polícias Civil e Militar apreende 200kg de maconha e desativa rota interestadual de tráfico de drogas

A ação resultou ainda na apreensão de arma de fogo e munições

14/09/2020 21h14
Por: Redacao Fonte: SSP/SE
Operação conjunta entre Polícias Civil e Militar apreende 200kg de maconha e desativa rota interestadual de tráfico de drogas

Investigações do Departamento de Narcóticos (Denarc), a partir de um Disque-Denúncia, recebido em novembro do ano passado, resultaram na apreensão de 200 kg de maconha nesse domingo, 13. O procedimento investigativo resultou na desativação de uma rota interestadual de abastecimento de drogas que tinham como destino a capital sergipana. O entorpecente foi localizado em ação conjunta entre o Denarc, a Companhia Independente de Operações Policiais em Área de Caatinga (Ciopac) e 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM), além do 7° BPM de Alagoas. As drogas foram encontradas no povoado Niterói, em Porto da Folha.
 

A operação foi coordenada pelo delegado Osvaldo Resende, pelo capitão Fabrício Almeida Santos, comandante da Ciopac, e pelo tenente-coronel Vítor Anderson de Moraes Santos, subcomandante do 4º BPM.
 

De acordo com o delegado Osvaldo Resende, os entorpecentes circulavam entre os estados de Alagoas e Sergipe. “Os narcóticos atravessavam por balsa em caminhões na divisa situada entre as cidades Pão de Açúcar (AL) e Porto da Folha (SE). Em Sergipe, ficavam armazenados em um imóvel rural no povoado Niterói, em Porto da Folha, de onde eram transportados para a Grande Aracaju para distribuição a traficantes locais”, detalhou.
 

Na cidade de Pão de Açúcar, foi preso Gracivaldo Alves dos Santos, conhecido como “Val” ou “Zezinho”, 45, que se apresentava como fazendeiro local. “Ele é suspeito de ser o chefe do grupo criminoso e de atuar no comando do tráfico de drogas no conjunto Parque dos Faróis, em parte da localidade Pai André e do conjunto Jardim, em Nossa Senhora do Socorro”, mencionou. O irmão dele, Marcelo Melo Alves, foi morto em setembro do ano passado, supostamente por um grupo criminoso rival.
 

Ainda na operação, também foram presos Ezequiel Francisco dos Santos Junior, 32, e Maria Camila de Almeida Santos, 25, no conjunto Jardim, em Nossa Senhora do Socorro, suspeitos de recepcionar a droga da associação criminosa. Na ação policial, também foram apreendidos, além dos 200kg de maconha, uma pistola glock .380, 39 munições .380 e duas balanças digitais.
 

Em 27 de novembro de 2009, Gracivaldo foi condenado por ter sido preso em flagrante pela Polícia Federal, em poder de 33kg de maconha. Ainda de acordo com as investigações, familiares dele também possuem envolvimento com o tráfico de drogas. Manoel Alves dos Santos, pai de Gracivaldo, possui três condenações por tráfico de drogas. O irmão, Givanilson Alves dos Santos, o “Nilson Espinha”, tem três condenações também pelo mesmo crime. O sobrinho dele, Sidnei Alves Oliveira Junior, foi preso em flagrante em 30 de março deste ano, em poder de dois coletes balísticos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias